h1

Coisa de homem

05/09/2009

“Existem regras que um homem de verdade tem de respeitar. Não falo do gênero humano. Falo dos homens. As mulheres, aí é outra coisa. Mas as mulheres também podem entender o que vou dizer. O que provarei mais abaixo.

Um homem de verdade. Você sabe quando está diante de um pelos amigos dele. Se um homem tem muitos amigos próximos, não há erro: eis uma boa pessoa. Amigos próximos, não amizades.

Um homem de verdade é leal aos seus amigos. O que não significa fidelidade. Um homem pode muito bem passar meses sem encontrar um amigo, e isso em geral ocorre por ele estar ocupado com mulheres. Não tem problema. Eles continuam sendo amigos. Nada vai mudar quando se encontrarem. A lealdade de um amigo não está vinculada à fidelidade. Com as mulheres é o contrário: elas só são leais quando existe fidelidade.

Um homem não fica ressentido com o amigo. Ressentimento é coisa de mulherzinha. Quando há algum problema, o homem chega e diz. De preferência, xingando de antemão:

– Mas tu é um viado mesmo! Como é que tu foi me fazer essa???

Quando um homem tem uma crítica a fazer, ao amigo, ele faz :

– Filho da puta!

Se um homem não pode ir a um encontro com o amigo, não há problema algum em avisar com 15 minutos de antecedência.

– Meu: não vou. Pintou uma gatinha.

– Mas que corno. Tudo bem, vou beber sozinho.

Importante: um homem bebe e se diverte com os amigos. Está presente nas horas boas. Qualquer um pode se fazer presente nas horas ruins, ir a um velório, fazer visita em hospital, mas o amigo é aquele que está sempre pronto a sair e beber e rir com os amigos.

Um homem não omite os defeitos do amigo, exalta-os:

– O Carlos tem pinto pequeno.

Um homem forma a essência da sua personalidade aos 12 anos e não muda mais. É por isso que homens gostam de piadas, de jogar palitinho e de dizer besteira. Um homem de verdade diz besteira.

Um homem pode ficar chateado com seu amigo – por cinco minutos. Um homem pode falar mal do seu amigo – na frente dele. Um homem pode até chorar diante de um amigo – desde que não se importe que o amigo o chame de bichinha. Se a sua mulher não gosta dos seus amigos, cuidado: ela não gosta de você.

Um homem de verdade é leal até com seus inimigos. Ciladas são coisas de mulherzinha. Mas uma mulherzinha é diferente de uma mulher de verdade. Uma mulher de verdade sabe, ou intui, que um homem tem de ser como descrevi acima.”

Texto de David Coimbra, colunista e diretor do caderno de esportes do Jornal Zero Hora de Porto Alegre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: